domingo, 19 de junho de 2016

Sem acordo com o Governo, policiais civis retomam greve por tempo indeterminado 

Em Assembleia Geral, realizada no final da tarde de sexta-feira, 17/06, no auditório da Secretária de Segurança Pública-SSPMA, os Policiais Civis do Estado do Maranhão, por ampla maioria, decidiram rejeitar a proposta de reajuste apresentada pelo Governo do Estado. Com a decisão da categoria, os Policiais Civis retomam imediatamente o movimento paredista.

Na ilha de São Luís, o local de concentração será no Plantão Central do Parque Bom Menino, localizado no Centro de São Luís. No interior do Estado o local de concentração será na sede de cada Delegacia Regional.

A proposta era pra que fosse incorporada a gratificação de dedicação exclusiva (GDE) ao subsídio e a aplicação de reajuste de 10%, para implementação em junho de 2016. E decorrente da renúncia do retroativo da GDE, o pagamento seria parcelado em 26 vezes, a partir de janeiro de 2017, sendo que, ao final das parcelas, o valor seria incorporado ao subsídio. Desse modo, em 2017 haveria um reajuste total de 20,5%. O acordo seria estabelecido por acordo judicial.

Para os trabalhadores da segurança pública, a proposta apresentada continua sendo vergonhosa e incoerente com a atividade de investigação executada.

Desta forma, funcionará 30% do efetivo entre Comissários, Investigadores, Escrivães, Peritos Criminalísticos Auxiliares, Auxiliares de Pericia Médico Legal, Motoristas e Operadores de Rádios da ilha de São Luís, trabalhando nos plantões policiais, conforme especificado na Lei n. 7.783/89, artigo Art. 9º, de 1989.

Os Policiais Civis devem seguir os procedimentos da Instrução Normativa de n° 001/2016.

Serão cumpridos os autos de prisão em flagrante delito somente aqueles: decorrentes de latrocínio, extorsão qualificada pela morte, estupro (em todas as suas modalidades), epidemia com o resultado morte, favorecimento da prostituição ou de outra forma de exploração sexual de criança ou adolescente ou de vulnerável, decorrentes de crimes contra a criança e o adolescente, decorrentes de crimes contra o idoso, decorrentes da aplicação da Lei Maria da Penha, desde que se trate de homicídio, tentativa de homicídio e lesão corporal de natureza grave.

Comissão de apoio

Os Policias Civis que tiverem problemas ou que precisarem tirar dúvidas sobre o movimento, devem entrar em contato com os colegas:

Elton Jonh da Rocha Neves (98) 9 8801-7698
Felipe Gabriel Matos Silva (98) 9 8201-5504
João Victor Utta Ramos (98) 9 8115-9755
José Enes Barbosa Filho (98) 9 9187-3632
Joumarley Robert P. Santos (Zé Doca) (98) 9 8869-1013
José Peperiguassu Rayol Filho (98) 9 8200-5000
Natanael Nascimento da Silva (98) 9 9120- 2736
J Santos (98) 9 8717-6738 / (98) 9 8781-2988
Francisco (Chiquinho) (98) 9 8845-5834
Márcio Angelo (Chico Bento) (98) 9 9112-4424
Reinaldo Veloso (98) 9 9912-5525
Ruth (98) 9 8118-2817 / 8856-2464
Bruno Dias (98) 9 8803-0337
Jonilson Bogea (98) 9 8128-7189 / (98) 9 8880-2469

Comerciante confirma pré candidatura a vereador pelo PROS ludovicense 


O comerciante (leia-se Codó Variedades) Raimundo Junior (foto), mais conhecido como Junior Codó, confirmou ao titular do Blog na manhã deste sábado (18) que irá disputar uma vaga na Câmara de Vereadores de São Luis pelo partido PROS. Junior Codó decidiu participar ativamente do processo politico na condição de candidato na capital maranhense atendendo  aos anseios da comunidade do Coroadinho, bairro onde mora em São Luis. Ele está se movimentando visando obter sucesso nas eleições que se aproxima. 

Membro da Igreja Evangélica AD missão, onde ocupa o cargo de evangelista, Junior Codó vem ganhando a cada dia que passa a simpatia da população, graças ao excelente trabalho que vem desenvolvendo em diversas comunidades de São Luis. O pré candidato acredita que com o trabalho que vem fazendo a tendencia é fazer crescer o nome Junior Codó na preferência do eleitorado ludovicense. 

"Temos a proposta de renovar a Câmara com qualidade e também com vistas a bem representar o povo de São Luis. Este povo que aprendi a respeitar. Acredito que na Câmara Municipal poderemos dar uma grande contribuição para a população ludovicense", disse Junior Codó.  

Mais  
O codoense Raimundo Junior ou simplesmente Junior Codó, reside em São Luis há 28 anos, tem 42 anos de idade, é casado com a policial militar Claudia Regina e pai dos filhos Anderson, Adriana, Emerson e Julia. 


Morador reclama de lombada irregular 

A placa sinalizando o redutor de velocidade. No local não existe nenhuma casa
Um morador da Avenida Central no bairro Pai Geraldo entrou em contato com o Blog após sofrer um acidente de trânsito e machucar o joelho. Maxuel Cardoso, 30 anos, caiu de moto ao passar por uma lombada que, segundo ele, foi "feita recentemente pela prefeitura" e que está em "situação irregular".
"Ali praticamente é área rural e, de acordo com a lei, é proibido instalar redutor de velocidade. Não tem nenhuma casa perto e durante a noite aquele quebra mola vai facilitar à ação dos bandidos para praticar assaltos, pois as pessoas vão ter que reduzir a velocidade e eles (marginais) dão até para se esconderem dentro do mato", ressaltou o morador, que disse que se Prefeitura não tomar nenhuma providencia os moradores do Pai Geraldo vão retirar a lombada.

As casas ficam distante cerca de 200 mts do redutor de velocidade. A noite a escuridão é total e pode acontecer que outras pessoas venham a sofrer acidente no local. Realmente a área parece ser rural, portanto não pode haver redutor de velocidade.
Diante da reclamação, o morador aguarda que a Prefeitura de Caxias possa analisar a situação e tomar providências necessárias. 
<